6. MODERNISMO

Contexto histórico: Funções que se desenvolvem na cidade: habitar, trabalhar, cultivar o corpo e o espírito, circular. As edificações passam a ser os elementos mais importantes da cidade, e a vida coletiva resultava da relação entre habitação e equipamentos. É neste período que a Carta de Atenas é criada.

Período em que aconteceu o Modernismo: 1920

O que foi o período Moderno: Este período se caracteriza por ter sido um movimento artístico e cultural que se iniciou na Europa e começou a ter seus ideais difundidos no Brasil a partir da primeira década do século XX, inspirado pela arquitetura de Le Corbusier, Walter Gropius, Mies Van der Rohe e Frank Lloyd Wright, e se ligava a movimentos estéticos como o Futurismo e o Modernismo brasileiro das artes plásticas e literatura.

Na Europa este período surgiu devido à necessidade de se encontrar soluções para os problemas que vinham sendo gerados pelas mudanças sociais e econômicas que a Revolução Industrial causou. Já no Brasil, as primeiras obras Modernistas surgem quando apenas se iniciava o processo de industrialização, portanto não se habilitava a solucionar necessidades sociais.

Este movimento deu início a uma nova fase estética na qual ocorreu a integração de tendências que já vinham surgindo, fundamentadas na valorização da realidade nacional, e propondo o abandono das tradições que vinham sendo seguidas até então, tanto na literatura quanto nas artes. Apesar da grande repercussão que a arquitetura e Arte Moderna obtiveram, vale ressaltar que o movimento em si não se limitou a essas duas áreas. Foi um movimento cultural global que envolvia vários aspectos, entre eles sociais, tecnológicos, econômicos e por fim artísticos.

Os principais arquitetos brasileiros que fizeram parte deste período foram: Affonso Eduardo Reidy, Carlos Leão, Ernâni Vasconcelos, Jorge Moreira, Lucio Costa e Oscar Niemeyer.

Vale ressaltar ainda que, alguns arquitetos estrangeiros contribuiram para a formação arquitetônica do movimento moderno no Brasil, entre eles encontra-se os seguintes nomes: Henrique Mindlin, Carmen Portinho, Francisco Bolonha,Sérgio Bernardes, Olavo Redig de Campos e Marcos Konder Netto (Rio); Flávio de Carvalho, Álvaro Vital Brazil, Rino Levi, Oswaldo Bratke, Paulo Mendes da Rocha e Vilanova Artigas (São Paulo); Luís Nunes, Burle Marx e Delfim Amorim (Recife); Diógenes Rebouças e José Bina Fonyat (Salvador).

Entre estes nomes citados, o maior deles é o de Le Corbusier, que em 1929 vêm ao Brasil, e em 1936 é chamado para dar assessoria ao projeto do prédio do antigo Ministério da Educação e Saúde no Rio. Com isso, o movimento moderno se consolidava no brasil, tendo como ponto mais alto de sua consagração a construção de Brasília na década de 50, projetado por Costa e Niemeyer.

Os arquitetos Modernistas buscavam o racionalismo e funcionalismo em seus projetos, sendo que as obras deste estilo apresentavam como características comuns: formas geométricas definidas, sem ornamentos; separação entre estrutura e vedação; uso de pilotis a fim de liberar o espaço sob o edifício; panos de vidro contínuos nas fachadas ao invés de janelas tradicionais; integração da arquitetura com o entorno pelo paisagismo, e com as outras artes plásticas através do emprego de painéis de azulejo decorados, murais e esculturas.

Características: Predominavam as linhas geométricas simples e puras. O uso do concreto armado, o aço e o vidro eram muito utilizados. As plantas são “livres” – ou seja, a elaboração de uma estrutura independente permitia a livre distribuição das paredes, sem exercerem função estrutural). As fachadas são livres, o uso de pilotis, terraço-jardim e janelas em fita são constantes.

Brasília: O plano urbanístico da capital, conhecido como “Plano Piloto”, foi elaborado pelo urbanista Lúcio Costa, que, aproveitando o relevo da região, o adequou ao projeto do lago Paranoá. Muitos dos projetos que fazem parte da cidade atualmente foram elaborados pelo arquiteto Oscar Niemayer, entre eles estão: O Congresso Nacional do Brasil, Palácio do Planalto, Palácio do Itamaraty, Catedral de Brasília, entre outros.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s